Vestibular da UEL acontecerá em 75 locais diferentes

No dia 30 de maio (domingo) acontecerá a aplicação das provas do vestibular 2021 da Universidade Estadual de Londrina (UEL), contendo apenas uma única fase, diferente dos outros anos. Diante da pandemia do novo coronavírus, a Coordenadoria de Processos Seletivos (COPS) reforça a adoção de protocolos para a segurança dos candidatos. Anteriormente, a data do vestibular estava marcada para 14 de março, mas foi adiada em função do agravamento da pandemia. As provas serão aplicadas das 14 às 19 horas, com 5 horas de duração. Distribuído em 75 locais de prova em Londrina, mais de 27 mil candidatos farão a prova.

Somente o Campus Universitário (tradicionalmente o maior local de exames) deve receber 4.500 candidatos, o que é cerca de 50% do que costuma receber. A Universidade seguirá todos os protocolos estabelecidos pelo órgão municipal da saúde no dia do exame, segundo a diretora do COPS, Sandra Regina de Oliveira Garcia. Por isso, conforme ela disse, o COPS assumirá todas as medidas que a universidade pratica e estimula para conter o coronavírus há mais de um ano: distanciamento social, higienização das mãos e uso de máscara por toda a equipe. Algo que foi decidido em reunião realizada com o Ministério Público, Secretaria Municipal de Saúde, Polícia Militar e Guarda Municipal.

Os portões serão abertos às 13h, mas poderão ser abertos até antes desse horário, e a Polícia Militar e a Guarda Municipal vão redobrar as fiscalizações para evitar a concentração de jovens em bares, lojas de conveniência e realização de festas.

A realização do vestibular é de extrema importância, afirma a coordenadora: “Continuamos acompanhando as atualizações da pandemia em Londrina. É muito importante que façamos a prova, para não interrompermos o ciclo de seleção da UEL”, esclarece.

A reitoria garantiu que reforçará com os Centros Acadêmicos dos 53 cursos de graduação sobre a importância do cumprimento do decreto estadual e da importância de se manter o distanciamento social.

Orientações dos Protocolos de Segurança 

Conforme as recomendações das autoridades sanitárias, a Universidade seguirá à risca os protocolos de saúde, para a realização do exame, que exige a circulação de um grande número de alunos por toda a cidade. De acordo com Sandra, todos os 75 locais de teste serão completamente desinfetados, incluindo pisos, portas, carteiras, cadeiras e até maçanetas. 1.500 salas de aula serão ajustadas para acomodar 40% a 50% da capacidade dos alunos – como resultado, o número de salas de aula relacionadas ao último exame dobrou. Nesta edição, 27.432 estudantes se inscreveram, o que segundo a universidade representa um número 20% maior das inscrições do que em 2019.

Todos os inspetores usarão máscaras e protetores faciais (face shiled) em todos os momentos. Eles também irão medir a temperatura antes do teste. Os inspetores que apresentarem sintomas serão desclassificados do exame. “Pedimos a todos os candidatos que levem duas máscaras. É obrigatório, na metade da prova (2h30), trocar a máscara”, relata a coordenadora da COPS. Os candidatos também são responsáveis ​​por trazer um saco plástico para descartar as máscaras e transportá-las no final do teste.

Durante o exame, os materiais levados pelos alunos não podem ser compartilhados. “Pedimos que cada um leve um frasco de álcool em gel e sua própria caneta esferográfica preta ou azul, além de garrafa de água”, destacou. O bebedouro só poderá ser utilizado para encher garrafas. Não será possível comer durante o exame. Se o candidato tiver algum problema de saúde que requeira alimentação (como diabetes), ele deve avisar o inspetor para comer fora da sala de aula.

Além de documentos válidos com fotos, o COPS também exige que os candidatos tragam seu cartão de registro (impresso) durante o exame. “Não vamos pedir o cartão para o candidato. Só que é importante levar para ele se orientar no local da prova. Muitos candidatos perdem um tempo precioso por não saberem onde ir”.

O cartão de inscrição com a indicação do local de prova está disponível desde o dia 24 de maio, no site da COPS. E o resultado, portanto, a 1ª convocação, sai dia 5 de julho, ao meio dia, também no site da COPS.

Contribuição

De acordo com Sandra, o maior risco associado à contaminação de estudantes é antes e depois da prova. A UEL está negociando com as autoridades municipais para garantir a segurança no dia da prova. Por esse motivo, a sala de exames será aberta antes das 13h do horário oficial para evitar superlotação na entrada da sala de exames.

“Estamos em diálogo com a CMTU, a Polícia Militar, a Polícia Rodoviária, empresas de ônibus e associações de bares e restaurantes para pedir que ajudem com uma campanha de conscientização para evitar aglomerações antes ou depois da prova. Também alertamos a população de um aumento significativo de pessoas transitando em todas as regiões de Londrina nesse dia”, diz ela.

Fontes: Tem Londrina, TNonline, G1.

Comentários Facebook
By Ketllyn Brenda

Deixe uma resposta

No widgets found. Go to Widget page and add the widget in Offcanvas Sidebar Widget Area.
%d blogueiros gostam disto: