A sabedoria é o prato principal e devemos
degusta-la, digeri-la, absorver seus nutrientes. Não basta o saber
superficial, mas é preciso mergulhar, concentrar, observar os detalhes
que ela nos ensina todos os dias, a todo instante.
Não há sabedoria
mais valiosa do que sabermos o motivo da nossa existência, haja visto o
quanto as almas estão pobres, famintas, doentes por não terem este
conhecimento, e esse é o motivo das angústias, da crise existencial,
pois a consciência não consegue enxergar sua base sólida, a metade que
a completa, sua simetria perfeita.

Contemplar esta sabedoria é de
encher os olhos, mas andar em sua companhia pelo caminho da vida é
extremamente prazeroso, fazer dela nossa amiga inseparável nos faz ver
os detalhes que antes eram imperceptíveis, não só ver, mas também
sentir no fundo da nossa alma o quanto ela nos enriquece, nos preenche,
nos molda, nos reveste e nos adorna com seus pendentes, mas nos mantém
com os pés no chão, calçados com as sandálias da humildade, nos traz o
sentimento de repartir o pão, de levarmos as cargas uns dos outros, de
reconhecermos que somos todos iguais e temos as mesmas capacidades,
dores, dificuldades e que realmente nada valerá sem o verdadeiro
sentimento do amor diante nosso Criador, pois é dessa semente que
florescerá em nossa alma os frutos bons da vida.

Por Michele Mi

Comentários Facebook

Deixe uma resposta