Ultra-sensível
Como pupila
Luz perceptível
No interno irradia

Não há acepção
Alma bem cuidada
Aquela que gera no coração
A vida como jóia rara

Nada a tocará
Durante sua vereda
Sabedoria resplandecerá
Simplicidade em meio a realeza

Menina dos olhos
Tamanha importância
Guiada pela estrada
Na madrugada em seus sonhos

No externo tudo normal
Ao olhar da ignorância
No inverso, mão divinal
Moldando uma nova criança

Ventre blindado
Fortaleza celeste
Compreensão do quadro
Tela da razão inconteste

Tudo natural
Seguindo o ciclo da vida
Novo ser celestial
Brilho que contagia

Menina dos olhos
Tamanha importância
Guiada pela estrada
Na madrugada em seus sonhos

Por Michele Mi 
Tema sugerido por: Susana Campos – Salto/SP

Participe você também dos poemas! Faça sua sugestão enviando um tema. Ele será veiculado aqui e no site www.razaodavida.com acesse!

Comentários Facebook

Deixe uma resposta