Labirinto interno
Profundezas da alma
Desejo de voar pelo universo
E livre bater suas asas

Fugindo do próprio monstro
Que encarcera o verdadeiro eu
Escondido entre os escombros
Deixando opaco os olhos teus

A vida não é um conto
A razão não é utopia
A realidade nos acorda do sonho
E dissipa a mitologia

Temos o poder nas mãos
Para subirmos ao céu dos céus
Transpormos a imensidão
Rasgando por inteiro o véu

As asas da sabedoria
Não são artificiais
Nos eleva e nos ensina
Floresce ramos celestiais

Sua luz e calor não derrete
Apenas limpa e purifica
Deixando nosso imo bem leve
Para voar e bailar com as rimas

Encoraja a buscar a liberdade
No topo mais alto da montanha
E mergulhar nas profundas águas
Indo ao encontro da pura criança

Sonho de Ícaro
Sentimento, melodia e canção
Aos olhos do poeta exímio
A luta pela libertação

Por Michele Mi 
Tema sugerido por: Eliezer Rogério – Jaraguá do Sul/SC

Participe você também dos poemas! Faça sua sugestão enviando um tema. Ele será veiculado aqui e no site www.razaodavida.com acesse!

Comentários Facebook

Deixe uma resposta