Águas do céu me banharam
Despertando minha atenção
Luzes da sabedoria raiaram
Mudando a minha visão

Luz do sol em meio às gotas
Tão visível à minha íris
Trouxe meu coração à boca
Compreender o sinal do arco-íris

Aliança perpétua com a vida
Colorindo o caminho racional
Vereda com destino a alegria infinda
Completude celestial

Céu interno da minha imensidão
Clima sempre contagiante
Aquele que pulsa meu coração
Me eleva a todo instante

Em tudo vejo seu toque
Nas grandezas dos detalhes
Até o provisório que morre
Mostra-nos a verdadeira metade

É dentro da nossa alma
Que devemos contemplar as cores
Buscar nosso estado de calma
Curar as feridas e as dores

O colírio da compreensão
Dissipa as nuvens tenebrosas
Salta às vistas a verdade e a razão
Nos desvia das trilhas tortuosas

Deixe a mão divina pintar sua tela
Com sua maestria e destreza
Os tons sublimes da aquarela
Realçam o quadro da nobreza

Por Michele Mi 
Tema sugerido por: Paulo Tavares – Peruíbe/SP

Participe você também dos poemas! Faça sua sugestão enviando um tema. Ele será veiculado aqui e no site www.razaodavida.com acesse!

Comentários Facebook

Deixe uma resposta