Olhando por minha janela
Vejo um quadro lamentável
O mal se alastrou pela esfera
Uma realidade deplorável

Almas tão insanas
Sorrisos disfarçados
Aparentam viver uma façanha
E o inimigo mora ao lado

Corações doentes
Como posso cura-los?
Corrompidas estão as mentes
Internos contaminados

Exterminaram com o amor
Aquele verdadeiro e puro
Andam após o opressor
A ignorância fez-se um grande muro

Tantos traumas em oculto
Entre olhares esperançosos
Atos tão absurdos
E lábios rancorosos

Eu tenho a dose da cura
Para quem aceitar toma-la
Até que a alma torne-se pura
É preciso com carinho tratá-la

Mas há casos desenganados
Histórias que nos fazem chorar
Ventres encarcerados
Difícil de libertar

Minha luta parece em vão
Mas tenho que continuar
Bordando asas no coração
Até que consiga voar

Por Michele Mi
Tema sugerido por: Márcia Rocher – Apucarana/PR

Participe você também dos poemas! Faça sua sugestão enviando um tema. Ele será veiculado aqui e no site www.razaodavida.com acesse!

Comentários Facebook

Deixe uma resposta