Qual a base da tua alma
Onde está sua segurança
Em que colo busca abrigo
Onde está sua esperança?

A matéria se esvai
Fragmentos e pedaços
Onde busca a sua paz
E tece os seus laços?

Muitos ajuntam riquezas
Que a ferrugem um dia consome
Manchando a alma com a impureza
E no externo a traça come

O peito sente o vazio
E nada preenche o coração
Um mundo tão sombrio
Sem nenhuma compreensão

Mas a estabilidade verdadeira
Mora ao lado, bem pertinho
Não se trata de brincadeira
E devemos trilhar um caminho

É inverso, do lado interno
Que temos uma base sólida
A semente do nosso eu eterno
A vida, a paz e a glória

Enquanto firmar-se no pó
Os ventos irão te levar
Na garganta sentirá o nó
E o medo te acompanhará

É hora de mudar o rumo
E edificar seu coração
Desvencilhar desse mundo
Trilhar a vereda da razão

Por Michele Mi 
Tema sugerido por: Roberto Marino – Embu das Artes/SP

Participe você também dos poemas! Faça sua sugestão enviando um tema. Ele será veiculado aqui e no site www.razaodavida.com acesse!

Comentários Facebook

Deixe uma resposta