Eis aí a questão mais difícil que eu vejo, pois conforme as consciências foram sendo produzidas e foram amadurecendo, cada uma formou sua estrutura, sua opinião, seu jeito e mesmo esse jeito sendo errado e ocasionando mal a elas mesmas, não admitem e não se permitem às mudanças, talvez por orgulho ou falta de humildade. As consciências deveriam usar o raciocínio para o bem e se abrirem para o entendimento das coisas, principalmente se refletirem no próprio espelho da alma para verem o quanto é necessário mudarem a visão, as intenções, o plantio, o comportamento e as expressões. Esta mudança faria bem a elas mesmas, pois mudaria este estado deprimente e triste que vemos hoje refletindo na face de cada um. Vejo a maioria das pessoas buscarem uma mudança externa, uma correria desenfreada atrás do nada, que lhes causam muitas frustrações, outra parte fica esperando as coisas caírem do céu, mas sabemos que não é assim que funciona, pois para obtermos a mudança, o resultado e termos uma colheita boa, devemos fazer a nossa parte. Sou eu que tenho que querer a minha própria mudança e trilhar o caminho para isso, sou eu que devo praticar o princípio dentro das leis para que ocorra a transformação desejada.
Devemos sempre lembrar que é a consciência que tem as funções de: pensar, raciocinar, formar idéias, determinar, agir e manifestar, então está tudo a mão de cada um para fazer, basta querer e andar neste sentido, pois naturalmente a mudança ocorrerá no interno de cada um.

Por Michele Mi

Comentários Facebook

Deixe uma resposta