Um olhar constante a observar
Pelas frestas do meu eu
Sensação de arrepiar
Acolhedor do peito meu

Conhece cada cantinho
Até o mais abissal
Aconchegue-se em meu ninho
Luz perene divinal

A ti abri minha casa
E tenho prazer de recebê-lo
Faça de mim tua morada
Cuida-me com todo teu zelo

Gosto da simplicidade
E de suas visitas constantes
Tua voz sempre ecoando a verdade
Lapidando-me a todo instante

Eu era como pedra bruta
Mas entreguei-me em tuas mãos
O fogo da vida me aquece
Tornando precioso o meu coração

Nunca me sinto sozinha
És meu colo, meu abrigo
Fonte que jorra sabedoria
E transborda de meu imo

Sonda-me a todo momento
E nos meus sonhos sela teu sinal
Doses de entendimento
Linguagem celestial

Companhia agradável
Presença de puro amor
Gotas de paz infindáveis
Alvura e resplendor

Por Michele Mi 
Tema: Loir Xavier – Campo Grande/MS

Participe você também dos poemas! Faça sua sugestão enviando um tema. Ele será veiculado aqui e no site www.razaodavida.com acesse!

Comentários Facebook

Deixe uma resposta