Partícula iluminada, porção do divinal, faísca de brasa viva que incendeia e move este corpo mortal. És a luz da nossa alma, que aquece nosso coração, completude do nosso âmago, a harmonia da canção. Como um raio em meio ao céu, seu clarão manifestou, atravessou o meu véu e a verdade se mostrou. Semente da vida infinda assentada em cada ser, conscientiza-la é o princípio para alma poder renascer. Perpétua então será, a consciência que a gerar, ventre honrado e majestoso, saudável e gracioso.
Mas as terras estão tão áridas, e as almas dormem um sono profundo, não despertam suas pálpebras e o vazio alastrou-se pelo mundo. Mas a centelha divina está acesa, aguardando a porta se abrir, com o raciocínio e um pouquinho de destreza, sua tela irá colorir. Está a mão para fazer, é só deixar a luz entrar, basta sua alma acender e a sabedoria em ti irá reinar.

Por Michele Mi 
Tema: Arthur Campos – Santa Fé/PR

Participe você também dos poemas! Faça sua sugestão enviando um tema. Ele será veiculado aqui e no site www.razaodavida.com acesse!

Comentários Facebook

Deixe uma resposta