É Impossível medir
A compreensão que transborda o peito
Transpassa e segue o porvir
Eterno sentimento

Ao contrário da paixão
Que chega e logo se vai
Assolando o coração
Deixando marcas, tirando a paz

O amor é perpétuo
E nunca se acaba
É verdadeiro e liberta
E as cicatrizes apaga

Como expressar o amor
Se ele deve ser sentido?
Naturalmente brotar como a flor
Mudando a paisagem do caminho

A sua hermenêutica
Está escrita no mais profundo
Junto da sabedoria
Bem longe da aparência do mundo

Sentimento que enobrece
E eleva nossa alma
A todo momento cresce
Nos ensina, nos acalma

O ápice da compreensão
O libertar e ser liberto
A cura do coração
Um livro sempre aberto

Como expressar o amor
Se ele deve ser sentido?
Naturalmente brotar como a flor
Mudando a paisagem do caminho

Por Michele Mi 
Tema: Márcia Rocher – Apucarana/PR

Participe você também dos poemas! Faça sua sugestão enviando um tema. Ele será veiculado aqui e no site www.razaodavida.com acesse!

Comentários Facebook

Deixe uma resposta