Unidade na região de Mogi Mirim tem capacidade para atender 150 alunos e recebeu investimento de R$ 1,6 milhão do Estado
Unidade na região de Mogi Mirim tem capacidade para atender 150 alunos e recebeu investimento de R$ 1,6 milhão do Estado

Nesta quarta-feira (11), o Governo do Estado de São Paulo entregou mais uma unidade do Programa Creche Escola na região de Mogi Mirim. Trata-se da 62ª creche escola da atual gestão e, sua construção, no município de Amparo, foi realizada graças ao investimento de R$ 1,6 milhão da Secretaria Estadual da Educação em parceria com a prefeitura local.

A CIME (Centro Integrado Municipal de Educação) Professora Orley Zucatto Mantovani Nóbrega de Assis tem capacidade para atender 150 crianças de 0 a 5 anos. O prédio possui salas pedagógicas, berçários com fraldário e lactário, secretaria, refeitório, banheiros e área de serviço. A unidade também respeita todas as normas de segurança e de acessibilidade.

Na região de Mogi Mirim já foram entregues 12 unidades do programa Creche Escola. A Diretoria de Ensino de Mogi Mirim conta com 77 escolas estaduais e mais de 36 mil alunos nos ensinos fundamental e médio. Dentre as unidades, 17 adotam o modelo de tempo integral e oferecem uma grade horária superior a sete horas por dia. Há, ainda, duas unidades do Centro de Estudos de Línguas (CEL), com aulas gratuitas de idiomas.

Programa Creche Escola

Desde a sua implantação, em 2011, foram entregues 396 unidades dentro do Programa Creche Escola e outras 208 estão em execução.

Para a viabilização da obra, os municípios devem apresentar um terreno compatível com um dos três modelos de plantas oferecidos pela Secretaria da Educação, além da documentação requerida.

A Secretaria da Educação, por sua vez, efetua o repasse das verbas em sete parcelas, mediante a execução das obras e só após o laudo da vistoria, emitido pela FDE (Fundação para Desenvolvimento da Educação). A licitação e condução dos serviços podem ficar tanto a cargo da Prefeitura, quanto da FDE. Com o projeto, o governo estadual espera expandir o atendimento de alunos dessa faixa etária, prioritariamente, em localidades com maior vulnerabilidade social.

Fonte: SP Notícias

Comentários Facebook

Deixe uma resposta