Ratinho Junior lembrou que a ACP foi uma das instituições que, junto com as demais entidades que compõem o G7, patrocinou o estudo da Fundação Dom Cabral que embasou a reforma administrativa do Estado, que reduziu o número de secretarias e órgãos do governo
Ratinho Junior lembrou que a ACP foi uma das instituições que, junto com as demais entidades que compõem o G7, patrocinou o estudo da Fundação Dom Cabral que embasou a reforma administrativa do Estado, que reduziu o número de secretarias e órgãos do governo

O governador Ratinho Junior afirmou que não é possível fazer as reformas estruturantes, incluindo a tributária, sem repensar e organizar a máquina pública. A declaração foi feita nesta quinta-feira (5), durante a posse da nova diretoria da Associação Comercial do Paraná (ACP), Camilo Turmina, em Curitiba. O empresário Camilo Turmina assume a presidência da entidade no triênio 2020/2022, no lugar de Gláucio Geara.

O governador lembrou que a ACP foi uma das instituições que, junto com as demais entidades que compõem o G7, patrocinou o estudo da Fundação Dom Cabral que embasou a reforma administrativa do Estado, que reduziu o número de secretarias e órgãos do governo. “Não se consegue fazer reformas sem que a máquina pública seja repensada e modernizada, para que saia da década de 1980 e parta para um mundo mais inovador e moderno”, disse.

“Com o enxugamento da máquina passamos um recado muito claro para o setor empresarial: pode vir para o Paraná, que aqui vamos trabalhar para que as contas continuem em dia, para ter uma gestão eficiente e, principalmente, para não atrapalhar quem trabalha e gera empregos no Estado”, ressaltou.

DIÁLOGO – O governador também afirmou que o Governo do Estado mantém um diálogo constante com o setor produtivo para buscar alternativas para diminuir a burocracia e ampliar os investimentos e os empregos no Paraná. “A ACP é uma entidade centenária que contribui com o desenvolvimento do Estado. Sua vocação é fomentar a economia e ajudar os comerciantes que investem no Paraná”, disse.

“Historicamente, a entidade sempre esteve focada nas grandes bandeiras de defesa do Paraná”, salientou. “Para o Governo do Estado, o bom relacionamento com as entidades da sociedade civil nos ajuda a ter uma boa radiografia do que acontece no Estado e nas decisões que devemos tomar”, acrescentou.

O novo presidente da ACP disse que um dos objetivos da nova gestão é fortalecer o relacionamento institucional da entidade. “Queremos continuar ajudando na gestão pública, cuidando do entorno do nosso comércio, criar mobilidade. Nossa preocupação é com a cidade e com o próprio empresário”, disse Turmina. “O setor empresarial depende muito do Estado, que tem uma importância enorme na economia. Uma boa gestão, como a que está sendo feita no Paraná, é realmente o que precisamos. Um Estado mais ativo e participativo, que ajuda a economia crescer”, salientou.

PRESENÇAS – Participaram da solenidade o vice-governador Darci Piana; o prefeito de Curitiba, Rafael Greca; o vice-prefeito Eduardo Pimentel; o senador Flávio Arns; os presidentes da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), George Pinheiro; da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Paraná (Faciap), Marco Tadeu Barbosa; da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Carlos Valter Martins Pedro; da Fetranspar, Sérgio Malucelli; e da Câmara Municipal de Curitiba, Sabino Pícolo; os superintendentes de Governança Social do Governo do Estado, Phelipe Mansur; e de Inovação, Henrique Domakoski; o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Samuel Prestes; o comandante da 5a Região Militar, general Aléssio Ribeiro Souto; o deputado federal Ricardo Barros; a deputada estadual Maria Victória Borghetti Barros; e os ex-governadores Mário Pereira, Orlando Pessuti e Cida Borghetti.

Fonte: Agência de Notícias do Paraná

Comentários Facebook

Deixe uma resposta