O curador Adolfo Montejo Navas comenta a obra do artista Mauro Espíndola, em exposição no Museu Paranaense
O curador Adolfo Montejo Navas comenta a obra do artista Mauro Espíndola, em exposição no Museu Paranaense

O curador Adolfo Montejo Navas fará nesta terça-feira (3), às 19h, no Museu Paranaense (Mupa), palestra sobre a mostra “Animalis Imaginibvs”, uma das exposições da Bienal Internacional de Curitiba no museu. O artista Mauro Espíndola estará presente no evento. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site www.museuparanaense.pr.gov.br.

“Animalis Imaginibvs” apresenta estudos sobre a animália em relação a aspectos da natureza humana, questões que fazem parte do repertório de Espíndola e encarna um heterônimo do artista, Emanoel Leichter, necroinventariante do bestiário do antigo moinho que habita.

A exposição produzida para a Bienal de Curitiba e instalada no Museu apresenta uma série de gravuras experimentais. São biogravuras – monotipias geradas com material orgânico microescamoso das asas de borboletas e mariposas encontradas mortas no moinho – dispostas em vitrines e dois livros.

PALESTRANTES – Adolfo Montejo Navas nasceu em Madri, Espanha, em 1954, mas mora no Brasil há 26 anos. É poeta, artista visual, crítico e curador independente. Colaborador de diversas publicações culturais da Espanha, Brasil e América Latina. É pesquisador de arte contemporânea internacional e brasileira e autor de livros de Anna Bella Geiger, Victor Arruda, Regina Silveira, Iberê Camargo, Paulo Bruscky e outros artistas.

Realizou inúmeras curadorias monográficas no Brasil e Espanha. Recentemente publicou Fotografia e poesia (afinidades eletivas), UBU, 2017 e Poemas casuais, outros, Medusa, 2018. Entende todo seu trabalho crítico, curatorial, literário e de projetos culturais como fronteiriço e transversal. Algumas frentes de pesquisa são a teoria da imagem e a fotografia, a poesia visual, as relações e afinidades palavra/imagem. Curador da Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Curitiba 2019.

Mauro Espíndola nasceu no Rio de Janeiro, em 1962, e vive desde 2014 no Moinho da Picada 48, habitação rural construída por imigrantes alemães no século XIX, Rio Grande do Sul, onde se forma um museu imaginário, lugar de heteronímias e catalogações pseudocientíficas. Artista visual, tem em seu repertório projetos como Victal & Sons (2002/06), The Mirror Method (2007/09) e Stepchildrenland (2011/13). Um dos fundadores da galeria Durex Arte Contemporânea (2003/11), atua na plataforma audiovisual BASE-film e é coeditor de Moinho Edições Limitadas.

SERVIÇO:

  • Palestra “Animalis Imaginibvs” com Adolfo Montejo Navas.
  • Presença confirmada do artista Mauro Espíndola
    Data 3 (terça-feira).
  • Horário: 19h.
  • Inscrições gratuitas: www.sympla.com.br/museuparanaense
  • Local: Museu Paranaense – Rua Kellers, 289, São Francisco – Curitiba/PR.
  • Visitação de terça a sexta-feira, das 9h às 17h30.
  • Sábado, domingo e feriado, das 10h às 16h.
  • www.museuparanaense.pr.gov.br – (41) 3304-3300
  • Entrada gratuita

Fonte: Agência de Notícias do Paraná

 

Comentários Facebook

Deixe uma resposta