O policiamento do município vai ser feito, por tempo indeterminado, por 500 agentes da polícia estatal, da Guarda Nacional e do Exército mexicano
O policiamento do município vai ser feito, por tempo indeterminado, por 500 agentes da polícia estatal, da Guarda Nacional e do Exército mexicano

Perto de 160 policiais do município de San Juan de los Lagos, no estado mexicano de Jalisco, foram desarmados e suspensos de suas funções por suspeitas de envolvimento com grupos de crime organizado. Segundo o Conselho Estatal de Segurança do governo estadual, a medida resultou de uma investigação realizada por autoridades federais que concluíram pela possível existência de “uma infiltração” da corporação policial no crime organizado.

“Tomou-se a decisão de se intervir na segunda-feira no município de San Juan de los Lagos porque, de acordo com informações dos serviços secretos estaduais e federais, há suspeitas fundadas de relações entre a polícia e o crime organizado”, anunciou em coletiva de imprensa o coordenador de segurança de Jalisco, Macedonio Tamez.

O policiamento do município vai ser feito, por tempo indeterminado, por 500 agentes da polícia estatal, da Guarda Nacional e do Exército mexicano.

“Esta medida visa devolver a paz e tranquilidade não apenas ao município, mas a toda a região e mostrar aos habitantes deste estado que o governo não vai tolerar que nenhuma autoridade municipal se desligue do dever de proteger e de servir as pessoas”, assinalou.

Os 160 efetivos que integravam a polícia de San Juan de los Lagos ficarão aquartelados nas instalações da Academia da Secretaria de Segurança enquanto decorrerem as investigações.

No último domingo quatro pessoas morreram e duas ficaram feridas durante o ataque de um grupo de homens armados a um bar e a uma loja de vinhos e licores.

Fonte: Notícias ao Minuto

Comentários Facebook

Deixe uma resposta