No dia 6 de fevereiro, os Estados Unidas da América anunciaram que
No dia 6 de fevereiro, os Estados Unidas da América anunciaram que "conseguiram eliminar", em janeiro, o líder do grupo Al-Qaeda

A Al-Qaeda na Península Arábica (AQPA) confirmou hoje a morte do líder do grupo, duas semanas depois de os Estados Unidos da América terem anunciado a sua morte, num ataque no Iémen.Segundo um comunicado do centro americano que monitoriza as páginas da internet islâmicas, a organização ‘jihadista’ confirmou a morte de Qassem al-Rimi, num discurso hoje transmitido, e anunciou que “Khaled ben Omar Batarfi é o novo chefe da AQPA”.

No dia 6 de fevereiro, os Estados Unidas da América anunciaram que “conseguiram eliminar”, em janeiro, o líder do grupo Al-Qaeda na Península Arábica, após uma operação antiterrorista no Iémen, tendo esta ação decorrido sob as instruções do Presidente norte-americano, Donald Trump.

De acordo com o executivo norte-americano, Al-Rimi tiha ingressado na Al-Qaeda nos anos de 1990, e trabalhou no Afeganistão para o fundador da rede terrorista, Osama Bin Laden.

O grupo Al-Qaeda na Península Arábica reivindicou o tiroteio que ocorreu no início de dezembro numa base militar norte-americana, em Pensacola, no estado da Florida, e que matou três militares.

Fonte: Notícias ao Minuto

Comentários Facebook

Deixe uma resposta