Efetivos das polícias civil e militar estão reforçados para garantir a segurança dos foliões em todo o Estado de São Paulo
Efetivos das polícias civil e militar estão reforçados para garantir a segurança dos foliões em todo o Estado de São Paulo

Mais de 20 mil policiais civis e militares foram às ruas nesta sexta-feira (21) para mais uma etapa da Operação Carnaval Mais Seguro. De meia-noite de sexta-feira (21) até meia-noite deste sábado (22), foram abordadas 32.351 pessoas, com 241 criminosos presos pelas polícias.

Entre eles, um homem e outros dois menores foram detidos em Campinas com porções de maconha e 500 frascos de lança perfume. Os policiais desconfiaram do grupo e, durante a abordagem, encontraram os entorpecentes. O caso foi encaminhado para a Polícia Civil de Campinas.

As equipes das polícias Civil e Militar também conseguiram recuperar 44 veículos produtos de roubo ou furto, apreender cerca de uma tonelada de entorpecentes e 23 armas.

Até às 6h deste sábado (22), 42 celulares foram apreendidos, sendo 33 recuperados, produtos de roubos e/ou furtos, e nove sem origem comprovada para averiguação.

Para garantir a segurança no trânsito, os agentes também realizaram fiscalizações de 22.619 veículos. Condutores foram submetidos ao teste do etilômetro. Foram 419 autuações, 101 pelo artigo 165; 305 pelo artigo 165-A; e 13 flagrantes pelo artigo 306, do Código Brasileiro de Trânsito.

Operação

Com uma expectativa de público 25% maior do que a registrada no ano passado, as forças de segurança do Estado reforçaram o policiamento. Neste ano, a Operação Carnaval Mais Seguro conta um esquema especial com uma média de 15 mil policiais civis e militares atuando diariamente em todo o Estado.

Também há reforço no número de viaturas e de aeronaves. São 12 helicópteros Águia do Comando de Aviação da PM (CavPM) para o patrulhamento diário, monitoramento em tempo real em locais de eventos por meio do Dronepol – em média, 50 drones por dia. O Sistema Olho de Águia é utilizado no equipamento e nas aeronaves, transmitindo imagens ao Centro de Operações da PM (Copom) para que atitudes suspeitas sejam rapidamente identificadas.

Participam ainda da operação policiais militares do Choque, dos Policiamentos Rodoviário, Ambiental e de Trânsito e do Corpo de Bombeiros. O Canil da PM será utilizado para a detecção de drogas, por meio de cães farejadores.

Atendimento

Os plantões nas unidades policiais foram reforçados para garantir agilidade no atendimento ao público. Além disso, o Instituto de Identificação Ricardo Gumbleton Daunt (IIRGD) apoiará os trabalhos com a utilização do novo Sistema de Reconhecimento Facial. A ferramenta, inaugurada em janeiro, receberá imagens das câmeras e do sistema móvel da prefeitura da Capital e, por meio de seu banco de dados com mais de 40 mil registros de pessoas, identificará possíveis desaparecido ou procurados pela Justiça.

A Superintendência da Polícia Técnico-Científica (SPTC), por sua vez, trabalhará com uma média de 160 profissionais e manterá força tarefa, sobretudo, no litoral paulista, dando continuidade à Operação Verão.

Durante todo o período, o Centro Estadual de Gerenciamento do Carnaval Mais Seguro 2020, instalado no Centro de Operações Integradas (COI) da capital, monitora as atividades. A Força-Tarefa será composta por todas as secretarias e órgãos públicos estaduais e da União.

Fonte: SP Notícias

Comentários Facebook

Deixe uma resposta