O americano Ryan Newman, 42, liderava a corrida até a última volta, quando acabou tocado pelo segundo colocado, Ryan Blaney, 26, perdeu o controle de seu carro, bateu no muro e capotou várias vezes
O americano Ryan Newman, 42, liderava a corrida até a última volta, quando acabou tocado pelo segundo colocado, Ryan Blaney, 26, perdeu o controle de seu carro, bateu no muro e capotou várias vezes

Um acidente impressionante marcou a prova de abertura da temporada 2020 da Nascar, nos Estados Unidos, na noite desta segunda-feira (17).

O americano Ryan Newman, 42, liderava a corrida até a última volta, quando acabou tocado pelo segundo colocado, Ryan Blaney, 26, perdeu o controle de seu carro, bateu no muro e capotou várias vezes. Em seguida, foi acertado em cheio pelo veículo pilotado por Corey Lajoie, 28.

Newman teve de ser levado imediatamente para o hospital Halifax Medical Center. “Ryan está em estado grave, mas os médicos indicaram que os ferimentos não são fatais”, diz trecho do comunicado divulgado pela organização da categoria.

O piloto da equipe Ford é um dos mais experientes do grid, com quase 20 anos de carreira na Nascar. Ele estreou na categoria em 2000, como representante da Penske. Em seu histórico, acumula 18 vitórias, a mais importante delas nas 500 Milhas de Daytona, em 2008.

“Toda a família Ford está enviando pensamentos positivos para sua recuperação, mas nossos primeiros pensamentos permanecem com sua família e sua equipe”, afirmou o diretor global da Ford, Mark Rushbrook.

Apesar do acidente, a corrida foi concluída com a vitória de Denny Hamlin, com Blaney chegando em segundo. O piloto da Pesnke disse que não teve intenção de bater em Newman: “Espero que ele esteja bem. Isso é muito ruim e não é algo que você quer fazer. Definitivamente, não foi intencional”.

Fonte: FolhaPRESS

Comentários Facebook

Deixe uma resposta