Recurso a fundo perdido foi autorizado pelo governador Ratinho Junior. Ele disse que melhoria urbana aumentam as possibilidades de atração de investimentos
Recurso a fundo perdido foi autorizado pelo governador Ratinho Junior. Ele disse que melhoria urbana aumentam as possibilidades de atração de investimentos

Maringá, no Noroeste do Paraná, vai investir R$ 10 milhões em pavimentação de ruas e avenidas. Os recursos são do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Orbas Públicas, e foram autorizados pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior nesta sexta-feira (14), em evento no município. A prefeitura terá contrapartida de pouco mais de R$ 1 milhão. O governador também autorizou recursos para investimentos em Paiçandu, na mesma região.

O governador afirmou que os recursos respaldam o trabalho desenvolvido pelo município e pelo Estado no último ano. Em 2019 Maringá foi a terceira cidade com maior saldo de empregos do Paraná (3.781, crescimento de 24% em relação a 2018), além de ter terminado o ano como o menos violento de sua história.

Com novos asfaltos, disse Ratinho Junior, as possibilidades de atração de investimentos aumentam muito. “Maringá é a nossa inspiração porque é muito planejada, estruturada, com muita qualidade de vida. Isso tem que ser referência para as outras regiões do Estado”, afirmou.

Segundo Ulisses Maia, prefeito de Maringá, o montante autorizado é parte de um pacote ainda maior, que engloba investimentos de R$ 12 milhões em pavimentação, da Secretaria de Infraestrutura e Logística. “São 250 mil metros, possivelmente 23 avenidas. Esses recursos são importantíssimos para oferecer segurança e conforto para quem usa as nossas ruas”, afirmou.

Maia acrescentou que Maringá tem o apoio do Governo do Estado na construção do Hospital da Criança e do novo Contorno Sul, no condomínio do idoso do programa Viver Mais Paraná, no programa de restaurantes populares e na retomada dos voos comerciais para São Paulo. “Não houve demanda de Maringá que não tivesse concordância imediata do governador Ratinho Junior”, complementou.

João Carlos Ortega, secretário estadual de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, afirmou que os investimentos englobam rede de drenagem de águas pluviais, meio-fio com sarjeta, urbanização com paisagismo, calçadas e sinalização viária. “Quando o governador determinou a liberação, fizemos uma força-tarefa para aprovar esses recursos. E serão obras completas com acessibilidade e drenagem”, disse.

MEIO AMBIENTE – A Prefeitura de Maringá também recebeu R$ 3,7 milhões da Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e Turismo para desassoreamento e a concretização do parque linear urbano Gralha Azul.

Cerca de R$ 2 milhões serão usados no programa de desassoreamento (obras de canalização, drenagem e recuperação de pavimentação asfáltica). A intervenção será feita na Praça do Avião e na Rua Adolpho Contessotto, que fica atrás do Hospital Municipal.

As adequações resolvem dois problemas de alagamento na cidade: nesses locais as tubulações são antigas e elas não comportam o volume de chuvas intensas. O prazo para a conclusão das obras é de oito meses.

Mais R$ 1,7 milhão será usado para implantação de um parque urbano na região do Conjunto Ney Braga, visando a criação de uma nova área de lazer e de mais um instrumento de conservação ambiental que auxilia a minimizar os impactos da expansão urbana e ajuda a controlar as cheias.

“O parque é um pedido muito antigo da população e a prefeitura teve muita competência técnica no projeto”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Sustentável e Turismo, Márcio Nunes. “Além da obra de desassoreamento, que ninguém quer fazer porque não é visível, mas é muito importante para grandes centros urbanos”, disse ele.

CORPO DE BOMBEIROS – O governador também entregou para o Corpo de Bombeiros de Maringá uma plataforma skylift, utilizada no combate a incêndios em grandes alturas. Ela conta com escada e tanque de água com capacidade para quatro mil litros e foi adquirida da Bronto Skylift, empresa finlandesa que venceu o processo licitatório. São três no Estado, em Maringá, Londrina e Curitiba, as cidades mais verticais. As plataformas alcançam até 54 metros de altura (um prédio de 18 andares).

PRESENÇAS – Estiveram presentes na cerimônia na Prefeitura de Maringá o vice-prefeito, Édson Scabora; o presidente da Câmara de Vereadores de Maringá, Mário Hossokawa; o secretário de Educação e do Esporte, Renato Feder; o deputado federal Ricardo Barros; os deputados estaduais Homero Marchese, Do Carmo, Delegado Jacovós, Soldado Adriano José, Evandro Araújo e Dr. Batista; o coronel Samuel Prestes, Comandante do Corpo de Bombeiros do Paraná; o presidente da Amusep e prefeito de Atalaia, Fábio Fumagalli de Paiva; além de prefeitos e lideranças da região.

Com apoio do Governo, Paiçandu investirá R$ 6,6 milhões em pavimentação

O governador Ratinho Junior autorizou também nesta sexta-feira (14) a liberação de R$ 6,6 milhões para Paiçandu (Noroeste), para pavimentação asfáltica de 26 ruas. Os recursos são do Sistema de Financiamento aos Municípios (SFM), linha de crédito gerida pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Orbas Públicas e pela Fomento Paraná.

Os dois lotes de liberações abrangem mais de 68 mil metros quadrados. O primeiro, de cerca de R$ 2,4 milhões, é para o Conjunto Residencial Novo Horizonte, no Residencial Bela Vista e no Jardim Pacaembu. O segundo, de quase R$ 4,2 milhões, é para o Parque Industrial e o Residencial Bela Vista II. Os projetos contam com rede de drenagem de águas pluviais, meio-fio com sarjeta, urbanização com paisagismo, calçadas e sinalização viária. Confira AQUI as ruas que receberão as obras.

Fonte: Agência de Notícias do Paraná

Comentários Facebook

Deixe uma resposta