Tirar sangue pode ser um processo assustador para algumas pessoas. Além do medo de agulhas, está sempre presente a possibilidade de os profissionais de saúde não encontrarem a veia com facilidade e ter que realizar mais tentativas.

Um robô desenvolvido pela Universidade de Rutgers e pelo Hospital de Mount Sinai, nos EUA, pretende oferecer uma maior precisão e ajudar a reduzir problemas como infecções ou tromboses. O objetivo é que o robô seja útil em situações em que as veias não estejam visíveis ou sejam de difícil localização, colocando de parte a necessidade de recorrer a equipamento extra para esta tarefa.

Nos testes, o robô em questão – que ainda está em fase de protótipo – conseguiu uma taxa de sucesso de 87% em 31 participantes. Verificou-se ainda que os profissionais de saúde falharam entre 27% e 60% das vezes ao inserir tentar corretamente a agulha em pacientes com veias de difícil acesso.

“Um dispositivo como o nosso poderá ajudar os clínicos a reunir amostras de sangue de forma mais rápida, segura e confiável, prevenindo complicações desnecessárias e dor para os pacientes em caso de múltiplas tentativas de introdução de agulhas”, diz a pesquisa de autoria de Josh Leipheimer partilhada pelo World Scientific.

Fonte: World Scientific

Comentários Facebook

Deixe uma resposta