Dois homens armados assaltaram, na tarde desta segunda-feira, 10, a agência do Santander, localizada no subsolo da Assembleia Legislativa de São Paulo. O banco ainda levanta os valores que foram levados. As Polícias Civil e Militar procuram os suspeitos.

Atualmente, a Assembleia Legislativa não faz registro de quem entra ou sai da Casa. É cena comum no Legislativo Paulista, por exemplo, a circulação de ambulantes.

Por isso, o deputado estadual Tenente Coimbra (PSL) acredita que é necessária a instalação de um sistema de controle e de segurança no local, a exemplo do que acontece na Câmara Federal, na de São Paulo e em Assembleias Legislativas de outros Estados.

"Um detector de metais seria muito eficaz para proteger a todos", exemplifica Coimbra, alertando que a medida não restringiria ou dificultaria a entrada dos cidadãos. "Precisamos usar toda a tecnologia existente para aumentar ainda mais a tranquilidade das pessoas. É apenas uma questão de segurança, pois não há como conhecer plenamente a real intenção de quem está ingressando nas dependências da Assembleia", finaliza o deputado.

Fonte: Estadão

Comentários Facebook

Deixe uma resposta