Esta sexta-feira, aconteceu no Rio de Janeiro, Brasil, mais um Baile da Vogue a propósito do Carnaval que já se aproxima. Foram muitas as celebridades brasileiras a estarem presentes no evento e a chamarem a atenção pelos seus visuais no mínimo ousados.

Sabrina Sato era uma das presenças mais aguardadas da noite e a verdade é que não defraudou as expectativas.

“É impressionante como nada é coincidência. E a minha fantasia para o Baile da Vogue esse ano é a maior prova que tudo na vida quando é para ser, se encaixa sem muito esforço”, referiu na sua conta de Instagram.

“Quando soube que o Baile da Vogue seria no Rio de Janeiro, aqui no Copa, imediatamente quis usar uma fantasia que homenageasse toda a tradição dessa joia carioca e seus lustres de cristais. Logo em seguida, veio o tema do Baile: surrealismo tropical. E surrealismo, para mim, é pensar imediatamente na Elsa Schiaparelli. Provocadora, sempre se inspirando na fantasia e juntando arte com moda, ela é uma das minhas maiores musas inspiradoras”, conta.

 

 

Ver essa foto no Instagram

 

Vamos bailar! #BaileDaVogue 💚 #CarnavalDaSabrina #bailedavogue2020

Uma publicação compartilhada por Sabrina Sato 🅱️+ (@sabrinasato) em

 

 

Ver essa foto no Instagram

 

É impressionante como nada é coincidência. E a minha fantasia para o Baile da Vogue esse ano é a maior prova que tudo na vida quando é para ser, se encaixa sem muito esforço. Quando soube que o Baile da Vogue seria no Rio de Janeiro, aqui no Copa, imediatamente quis usar uma fantasia que homenageasse toda a tradição dessa joia carioca e seus lustres de cristais. Logo em seguida, veio o tema do Baile: surrealismo tropical. E surrealismo, para mim, é pensar imediatamente na Elsa Schiaparelli. Provocadora, sempre se inspirando na fantasia e juntando arte com moda, ela é uma das minhas maiores musas inspiradoras. Olha que incrível como tudo foi se encaixando, como era pra ser: o lustre mais antigo aqui do Copacabana Palace – que ficava no Golden Room e agora está no salão Gallery, é de 1923. A Elsa Schiaparelli começou na moda, se inspirando tanto no surrealismo, nessa mesma década, em 1927. Eu não tive nenhuma dúvidas de que era essa a minha fantasia para esse ano. A partir dessa noite, o Copa vai poder dizer que seu lustre mais novo é de 2020 mesmo. Com muita pitada de Schiaparelli – misturada com carnaval, é claro, afinal de contas, é Rio de Janeiro, é fevereiro, é festa! #BaileDaVogue #Vogue #CarnavalDaSabrina

Uma publicação compartilhada por Sabrina Sato 🅱️+ (@sabrinasato) em

Fonte: Notícias ao Minuto

Comentários Facebook

Deixe uma resposta