Língua do egoísmo Só profere palavras torpes Jorra o que o peito está cheio Espelho interno tenebroso
Língua do egoísmo Só profere palavras torpes Jorra o que o peito está cheio Espelho interno tenebroso
Sentimento perverso
Alojado em cada alma
Está no âmago, no ego
A semente de suas falhas

Nunca vê o lado do outro
Contempla o próprio umbigo
Um círculo vicioso
Não sabe o que é ser um amigo

Coloca-se em um pedestal
Vai além da imaginação
Pratica contra si mesmo o mal
Dilacera o seu coração

Não sabe dividir o que tem
É meu e de mais ninguém
Se aproxima de quem lhe convém
Desdenha do amor e do bem

Língua do egoísmo
Só profere palavras torpes
Jorra o que o peito está cheio
Espelho interno tenebroso

Que tal conhecer a sabedoria
E aprender a se comportar
Faça dela sua amiga
Deixe-a te libertar

Um precisa do outro
Comece a se doar
Para formarmos um corpo
Os membros precisam se alinhar

Veja o lado do teu irmão
Coloque-se em seu lugar
Preencha seu coração
Deixe a vida te ensinar
 

Michele Mi♥️
Tema: Márcia Rocher – Apucarana/PR


* “Participe você também dos meus poemas!”
Faça a sua sugestão, dê um tema e ele poderá ser veiculado aqui e no site: Www.razaodavida.com
Acesse!

Comentários Facebook

Deixe uma resposta