Não faz sentido manter uma empresa pública
Não faz sentido manter uma empresa pública "para entregar cartas, se ninguém escreve mais cartas"

Salim Mattar, secretário de Desestatização, pasta vinculada ao Ministério da Economia, defende a privatização dos Correios.

Para ele, não faz sentido manter uma empresa pública “para entregar cartas, se ninguém escreve mais cartas”.

Em entrevista ao Jornal da Record, Mattar argumentou que os Correios são uma “grande empresa”, mas tem muito déficit.

Segundo ele, só com plano de saúde e o fundo de pensão dos funcionários, o rombo chega a perto de R$ 15 bilhões. “Os Correios se tornaram uma empresa muito grande, perderam eficiência e estão comendo caixa disponível. Então vai chegar uma hora que não vai ter mais condições de continuar funcionando”.

Fonte: R7

Comentários Facebook

Deixe uma resposta