É tão bom sentir a chama da vida Acesa dentro da alma Mas cada um deve acendê-la Para sentir a leveza e a calma
É tão bom sentir a chama da vida Acesa dentro da alma Mas cada um deve acendê-la Para sentir a leveza e a calma

Uma luz, um clarão
No universo do meu eu
Palpita meu coração
E dissipa todo breu

Se inclinarmos os ouvidos
A esta voz que vem de dentro
Encontramos nosso tino
A saída do sofrimento

Sabedoria bate a nossa porta
Querendo se acomodar
Endireitar esta vida torta
E livres poderemos caminhar

Eu vejo esta luz em cada olhar
Escondida em cada interno
Mas as consciências são fechadas
Preferem o frio do inverno

Que tal fazermos uma fogueira
E aquecermos com a vida este lugar
Colocarmos óleo na candeia
E sentirmos nossa alma salutar?

Vamos voar além do horizonte
Elevar nossos olhos do entendimento
Paisagens lindas veremos atrás dos montes
Basta termos discernimento

A compreensão é fundamental
Para ver o lume no imo
Nos ensina o que é essencial
Pois o mundo não gira em torno do nosso umbigo

É tão bom sentir a chama da vida
Acesa dentro da alma
Mas cada um deve acendê-la
Para sentir a leveza e a calma

Comentários Facebook

Deixe uma resposta