Lá no imo sinto a calma Não tem o porquê nos preocupar Só ouvir lá no fundo da alma A voz do silêncio entoar
Lá no imo sinto a calma Não tem o porquê nos preocupar Só ouvir lá no fundo da alma A voz do silêncio entoar

Sentimento tranquilo
Invade meu coração
Segurança, equilíbrio
Força e satisfação

Lá no imo sinto a calma
Não tem o porquê nos preocupar
Só ouvir lá no fundo da alma
A voz do silêncio entoar

Os dias passam
E sigo o caminho
Entendo metáforas
No voar do passarinho

Sempre estará bom
Seja qual for a situação
O segredo é fazer minha parte
E acima de tudo ter a compreensão

Não adianta contender
Muito menos revoltar-se
Tudo aqui vai fenecer
O bom mesmo é libertar-se

Ser desprendido de tudo
Curar a alma, o coração
Não deixar-se contaminar
Com esta avalanche de ilusão

Deixe a noite passar
Espere o amanhecer
Sinta a brisa lhe tocar
No profundo do seu ser

O bom é cuidar do interno
Sentir o peito salutar
Conheça seu próprio universo
Pois tens muito a desvendar

Comentários Facebook

Deixe uma resposta