Era para ser diferente Se a sabedoria reinasse Todos seriam contentes Se de fato se encontrassem
Era para ser diferente Se a sabedoria reinasse Todos seriam contentes Se de fato se encontrassem

Vejo o mundo bagunçado
Peças fora de lugar
Habitantes desgovernados
Almas feridas, ouço o clamar

Inverteram os papéis
O amor esfriou
Parece a fila das reses
Seguindo para o matadouro

Ninguém desconfia de nada
Não veem a luz e seu clarão
Vejo o breu em cada morada
Tristeza e solidão

A vaidade excessiva
Apossou-se do coração
Sentimento doentio
Joga a razão ao chão

Era para ser diferente
Se a sabedoria reinasse
Todos seriam contentes
Se de fato se encontrassem

Tudo se encaixaria
Como o ciclo do universo
A paz e a calmaria
Preencheria cada interno

O caminho seria florido
Haveria compreensão
Nenhum peito estaria dolorido
E todos dariam as mãos

A solução e a mudança
Está dentro de cada um
Nós mesmos somos a esperança
De lutar pelo bem comum

Comentários Facebook

Deixe uma resposta