Refrigério para minha alma É ouvir sua doce palavra Como garoa da madrugada Faz-me repousar serena e calma
Refrigério para minha alma É ouvir sua doce palavra Como garoa da madrugada Faz-me repousar serena e calma

Refrigério para minha alma
É ouvir sua doce palavra
Como garoa da madrugada
Faz-me repousar serena e calma

Nenhum lugar neste mundo
Encontro a minha paz
Somente em meu profundo
Avistei o meu cais

Ouço no meu silêncio
Sua voz a sussurrar
Faz-me ver pelo entendimento
A hermenêutica de amar

Tens velado o meu sono
E nunca me deixado na solidão
Luz da vida que ilumina
E aquece meu coração

Minha força
Meu clarão
Luminescência
Minha razão

Sinta as águas no teu imo
Elas brotam do teu ser
Uma fonte inesgotável
Que te fazem florescer

Não fique olhando para fora
Tudo aqui é tão pequeno
Busque uma nova aurora
Dia infindo, suave e ameno

Comentários Facebook

Deixe uma resposta