Escorreram as lágrimas Curando minha visão Virou-se então a página Do meu livro coração
Escorreram as lágrimas Curando minha visão Virou-se então a página Do meu livro coração

Adormecida, inconsciente
A mim mesma não refletia
Segredo oculto, minha mente
Faltava-me a luz da sabedoria

Mas trovejou no meu céu
Nuvens internas carregadas
A compreensão rasgou meu véu
E as águas banharam minha alma

Escorreram as lágrimas
Curando minha visão
Virou-se então a página
Do meu livro coração

Descobri que sou a porta
E tenho a chave da saída
Entendimento que me conforta
Ensinou-me a não ser distraída

Uma grandiosidade
Foi deparar-me com meu universo
Caminho para eternidade
Vereda da vida em meu inverso

Encontrei o tal elo perdido
Minha própria consciência
Sem ela nada teria sentido
É a razão da nossa existência

Campo vasto, imensidão
Terra fértil para plantar
Onde flui a imaginação
E faz a semente brotar

Michele Mi

Comentários Facebook

Deixe uma resposta